03 setembro 2008

Filha de um Deus maior

Sarah Palin, obscura Governadora do Alasca foi nomeada pelo Senador John McCain como candidata pelo partido republicano a Vice-presidente dos Estados Unidos.
Escolha estratégica do "Senador de braços dobrados" para angariar os votos femininos e brancos cristãos, esvaziando simultaneamente o capital mediático de renovação e de mudança que tem sido a imagem de marca de Obama, Sarah é, acima de tudo, uma incógnita. Uma incógnita perigosa digo eu.
Pelo que li na imprensa, a nomeação até começou por angariar simpatias, mas os media norte-americanos rapidamente fizeram o trabalho de casa, como costumam sempre fazer nestas situações aliás, e vieram a lume notícias pouco abonatórias acerca da candidata e posições controversas da mesma.
Relativamente às notícias, um mero comunicado da Governadora revelou ao mundo que a sua filha de 17 anos está grávida de 5 meses e que pretende casar com o namorado. Até aqui tudo bem não fosse Sarah acérrima defensora da abstinência sexual e da sexualidade com o propósito único da procriação. Neste último capítulo pelo menos a filha acertou. Pior mesmo a especulação gerada em torno do seu quinto filho que, supostamente, seria filho da filha e não dela. Explico: Palin terá assumido como seu filho o ser que na realidade seria o seu neto.
A Governadora faz parte do grupo Feminist for life, a favor da vida, que defende o não total ao aborto mesmo em caso de violação, o que poderia aliás explicar a origem dos rumores relativamente à maternidade da criança.
Cheia de energia e de vontade de mudança, o ar fresco e jovial de Sarah promove sobretudo à campanha de McCain o que lhe faltava: frescura e jovialidade. Os analistas dizem que a sua contribuição se reduz a isso mesmo, sendo claramente a maior dúvida a capacidade do exercício da presidência em caso de falecimento de John McCain. Eu também partilho essa dúvida e esse receio.
Sarah Palin luta, supostamente, contra os lobbies instituídos. Sublinho o "supostamente" e passo a explicar: Sarah é membro da NRA - National Rifle Association e promove a liberalização da exploração de petróleo e gás natural no Alasca, inclusivamete em terrenos de reserva natural (posição que nem McCain subscreve). Perdoem-me se estiver errado, mas Armas e Petróleo não são os lobbies mais poderosos nos Estados Unidos?
Há mais. Está em curso um processo nos tribunais civis em que Sarah é acusada de abuso de poder por alegadamente ter mandado despedir um ex-marido da irmã mais nova. O resultado deste processo será revelado 4 dias antes das eleições presidenciais. Por último referir que em 1990 fazia parte de um grupo que defendia a independência do Alasca, região soberana dos Estados Unidos.
Need I say more? Resumidamente: uma besta. Uma besta perigosa à imagem de uma América medrosa que votou dois mandatos consecutivos em George W. Bush.

5 Comments:

Blogger Giso said...

Eheheh.
Um verdadeiro circo o que para aqui vai.
Os Dems estao todos contentes com a escolha dos Reps, e com razao.
A do 5o filho ser ilegitimo e' tanga. O que se diz e' que ela decidiu te-lo, mesmo depois de saber que e' mongoloide, pq e' anti-aborto.
Hoje o que se fala sao de dinheiros federais. Que ela e' contra os lobbies, mas no entanto usou-os para obter verbas federais para o alaska.
Uma mina de ouro para os jornalistas, este vice que McCain escolheu.
Bjs

21:33  
Blogger G! said...

olha olha quem é ela? as férias na RD foram boas? O NVF e as miudas? E tu?

a do 5º filho já tinha lido que tinha sindroma de Down, consequência muitas vezes de gravidez a partir de certa idade, mas como é um rumor que circula decidi relatá-lo, mas tb acho que seja dela.

parece-me sobretudo uma falsa moralista, um lobo em pele de cordeiro. Façam o que digo, mas não façam o que eu faço.

10:18  
Anonymous Mary said...

A rapariga de 17 anos não tem culpa da mãe que tem. A abstinência sexual e a sexualidade só para procriação são escolhas da mãe e não da filha. Acho muito mais grave que a obriguem a casar para manter a aparência de familia perfeita e da falta de acompanhamento que aquelas crianças têm, especialmente a última, com a mãe na vida politica! Não basta fazê-los...

14:42  
Blogger purita said...

e ouviste-a a falar?

22:32  
Blogger Giso said...

A ferias foram optimas.
Curtas como sempre.
As miudas estao fixes e o N tb.
Mais tarde porei fotos.
Eu tb estou fixe.

Qt 'a Palin, ontem ouvi o discurso.
Achei tanga. O esperado.
Discurso demagogico a malhar no Obama. Os jornalistas estavam todos empolgados pq ela leu bem o teleponto! She delivered! Um comentou que o primeiro discurso "macho" da convencao foi feito por uma mulher. Claro que o discurso nao foi escrito por ela. Enfim. Aqui a politica e' feita de forma diferente da Europa. Eu acho que nunca vou achar grande sentido a isto. Falam da familia, de deus, mostram as criancinhas, os avos, os pets se for preciso.
Uma palhacada. Assuntos de fundo muito por alto. Isso e' nos debates. As convencoes sao showbiz.

E tu, como estas?
Londres?!?
Bjs

05:29  

Enviar um comentário

<< Home