19 agosto 2008

O canto

Nós que atamos
Com demasiada força
Que tentamos aliviar
Que teimam em permanecer
Como permanece a fuga
Interior
Para dentro de mim
Escondido num canto
Um canto na penumbra
Da minha mente silênciosa
Pacificador, acolhedor
Aterrador, escuro
Sussuros escondidos
Sons que a brisa leva
Demasiado tímidos
Demasiado frágeis
Às vezes é difícil
Dizer palavras simples

3 Comments:

Blogger purita said...

tipo?

11:51  
Blogger G! said...

tipo o que quizeres, depende das pessoas

12:31  
Anonymous Anónimo said...

tipo...vai-te lixar que és uma chata!
hehe..

bjs
cat

16:09  

Enviar um comentário

<< Home