23 março 2007

Lust

Quanto mais a morte se aproxima, mais amor tenho à vida.

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Jesus!
What is this?????

Mari

15:22  
Blogger Bluedog said...

As pessoas não gostam de falar na morte, escondem-na para fingir que não existe, quando alguém aflora o tema a reacção mais frequente é a de acabar logo ali a conversa, não vá o Diabo tecê-las...celebrando a Vida, sempre !!! Muito haveria para dizer sobre este tema, a Dor que comporta, por isso não a pomos na mesinha de cabeceira ao lado da Bíblia, antes a fechamos no íntimo de cada um de nós para evitar que aqueles que amamos a vejam...

15:34  
Blogger G! said...

ui ...

não é nada de especial Mari Jane, somente um fluxo cerebral que tive a ouvir o "Lust for Life" hoje de manhã. Como não tinha paciência para as minhas habituais disertações, limitei-me a escrever esta pequena frase.

celebrar a vida sempre BD, quanto a falar sobre a morte, acho que vamos ter muito para falar nisso....na próxima vida. Faz-me lembrar O Gerard Depardieu quando diz "Só tenciono aprender a falar inglês no meus tempos livres, e quando algum dia tiver tempos livres não vou de certeza gastá-lo a aprender inglês".

16:51  
Blogger Bluedog said...

O "oldie" Gérard Dépardieu realmente não tem tromba de quem fala bem Inglês....agora já sei a razão...e quanto ao resto, bom fim-de-semana, que está aí a Primavera para viver cada minuto "como se fosse o último", como diria o XBH.

10:16  
Anonymous Anónimo said...

Certo dia, quando tinha uns 28 anos, pensei: caraca, ja estou no minimo em 1/3 da minha vida....assustador...mas o efeito foi exatamente o que vc escreveu: Quanto mais a morte se aproxima, mais amor tenho à vida!

bjs e em junho estamos por ai!

Veridiana - Sao Paulo

18:42  
Anonymous Anónimo said...

veridiana!
Ola!Tudo bem?
É a cat!
Tudo legau?Há tanto tempo...
mil beijos!
cat

02:40  
Blogger G! said...

oí Veri, tudo bem?

Diz qualquer coisa quando vieres para combinarnos qualquer coisa.

Bjs.

11:20  

Enviar um comentário

<< Home