02 maio 2007

Despertar

Deitado na cama, à noite antes de adormecer, olhava para a luz dos carros que entrava pelas pressianas em diagonais imperfeitas, num fluxo contínuo e perpétuo. Olhava para esse movimento inconstante à espera de uma sombra, de uma outra sombra, de uma nova sombra, de um ser diferente. Até que adormecia rendido ao cansaço, apoderado pela penumbra melâncolica.
Na escuridão é que a luz ganha vida.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Despertar
Como dizia a "nossa" pseuda-figura do jet-set português - O dormir é o contrário de estar acordado. -dixit Lili Caneças
O despertar pode para muitas pessoas ser uma ardúa tarefa, depois de uma noite muito mal dormida, ou de um deitar tardio.
Para quem gosta de dormir, pode custar, mas a mim custa mais quando estamos no Inverno.Com o frio que se faz e a chuva, esta-se é bem no vale dos lençóis.
Mas acredito que e uma alegria puder levantar-me para mais um dia, onde puderei fazer coisas extraodinárias as quais muitas vezes não dá-mos valor, como viver, poder ver, puder andar, ouvir, sentir, amar e até respirar,porque muitas vezes esquecemo-nos que existem pessoas que não têm essa possiblidade.
Levantar ou não levantar eis a questão!

PINOCHET envia (não o seu exercito)mas um abraço do tamnho da grandeza do Benfica!

15:41  
Blogger purita said...

no meu quarto agora só a luz do camião do lixo tem algum impacto!
é bom adormecer com sombras!

ps. o D. Pinochet anda inspiradíssimo!:)

22:24  
Blogger G! said...

Pinochet, é verdade que às vezes a alegria está nas pequenas coisas, talvez nas mais comuns às quais já nem ligamos. Abraço.

Purita, eu agora já não tenho luzes nenhumas, mas tinha imensas quando morava com a minha Mãe.

11:35  

Enviar um comentário

<< Home