04 outubro 2006

O tópico

Em Portugal vivemos em permanente Utopia.

Utopia que o nosso país é que é, que os outros não prestam
Utopia que o trabalho do vizinho é uma merda e de que eu é que vou ser promovido
Utopia que a economia está de facto a recuperar
Utopia que o nosso Clube vai ser campeão europeu, este ano vai ser de certeza.
Utopia que o nosso salário vai chegar para as prestações dos 10 créditos que os Bancos alegremente concederam.
Utopia que temos um povo cada vez mais culto e interessado
Utopia que educamos bem os filhos desta nação
Utopia que o Simplex vai simplificar tudo

Utopia que Durex é o oposto ao Simplex
Utopia que vão ser criados 150.000 empregos num estalar de dedos
Utopia que o funcionário público está cada vez mais profissional
Utopia que a burocracia está a diminuir
Utopia que somos bons na cama
Utopia que somos importantes na Europa
Utopia que o Bush gosta de nós
Utopia que o vamos ser alvos de um ataque terrorista
Utopia que o Manuel Maria Carrilho é heterosexual
Utopia que os Hospitais têm cada vez melhores condições
Utopia que os nossos impostos estão a ser bem aplicados
Utopia que os morangos só se podem comer com açucar.
Utopia que temos televisão de qualidade
Utopia que somos simpáticos
Utopia que tratamos bem os animais
Utopia que comemos bem
Utopia que fazemos ginástica
Utopia que somos alegres e bem dispostos
Utopia que os políticos estão mais integros
Utopia que o Marques Mendes é grande
Utopia que a utopia é saudável porque mantém a chama acesa

Sendo que a utopia é por definição um projecto irrealizável, fantasia, delírio, quimera ou lugar que não existe, estas ideias que temos nas nossas mentes aportuguesadas não passam obviamente de mera utopia.


Nota do tradutor: sobretudo a do Manuel Maria Carrilho

2 Comments:

Blogger Catwoman said...

tou aver que estas inspirado pela entrevista que vimos ontem..ou nao..
nao gosto de utopias porque nao gosto de fantasias, gosto de ver o mundo real.
Claro que a fantasia é mais romantica e a utopia um ideal mais satisfatório e fazem parte daquilo que nos retira da depressao, as expectativas.Sem expectativas estamos em circulo com os problemas.
Já agora, como é que copnseguiste por o utopia?nao consegui fazer o download..e podias mudar o meu logo tb, já que andas amudar o teu ma base diária!
bjs utópicamente bons!

14:58  
Blogger G! said...

inspirei-me um pouco efectivamente.

eu gosto de fantasiar o mundo real, torna as coisas um pouco mais vivivéis, mas qb.

quanto à utopia não é o meu forte.

fiz o upload no File Lodge, mas se fizeres um search existem lá outros mp3 da mesma música

17:14  

Enviar um comentário

<< Home