21 setembro 2007

Memória de macaco

Em casa dos meus Avós, na Serra da Estrela, existia um rádio antigo com o qual me entretia durante as minhas férias de verão.
Por vezes às escondidas, outras não, gostava de ir para o antigo escritório do meu Avô e ligar o rádio grande de madeira, com os seus largos botões de marfim e metal dourado. Os números eram de uma caligrafia antiga, ultrapassada, com um ar clássico e nobre, brancos em fundo escuro.
O que sempre me impressionou é que aquele rádio funcionava sempre e, por teimosia, mero acaso ou malvadez, apanhava invariavelmente ondas de rádio que transmitiam programas ou músicas antigas.
Tenho saudades daquele rádio.
Tenho saudades daqueles tempos.

5 Comments:

Blogger Maria Cardeal said...

Existe um cenário muito parecido na minha infância, que acompanha um outro: as fatias de pão feito pela minha avó, que eu comia barradas de Planta e uma camadinha de açucar!!!!
Belo tempo esse.

20:41  
Blogger purita said...

e onde está o rádio?

21:53  
Blogger G! said...

maria cardeal, bem vinda.

nessas mesmas férias a minha avó passava muito do seu tempo na cozinha a fazer uma bolachas fantásticas, também me recordo de momentos assim.

Purita, acho que continua por lá mas já se calou de vez

16:18  
Blogger Bluedog said...

...Estará sempre lá à tua espera, meu malandro, que me fizeste chegar a lágrima teimosa aos olhos...e ainda toca, para que saibas !!!

18:00  
Blogger Bluedog said...

...os biscoitos da avó, esses...devem estar bem vivos, na memória de todos aqueles que gostavam deles, como eu. Mantém-os vivos, Gonçalo, mantém-os vivos...

Beijo grande - BD

18:02  

Enviar um comentário

<< Home