24 julho 2007

Escândalo? ou talvez não.

Foi hoje anunciado com pompa e circunstância que foram libertadas das prisões Líbias cinco enfermeiras búlgaras e um médico de origem palestiniana que tinham sido condenados à morte por inoculação deliberada do vírus da SIDA em 438 crianças.
Com a participação activa do Presidente francês e da sua esposa Cécile Sarkozy, mas também de Portugal como actual Presidente da Comunidade Europeia, estes seis indivíduos, detidos desde 1998 e que já tinham entretanto visto as suas penas comutadas para prisão perpétua, foram extraditados para a Bulgária num avião especialmente fretado pelo governo gaulês.
Chegaram a Sófia recebidos pela créme de la créme da política Búlgara - Presidente, Primeiro-Ministro, Deputados e diplomatas estrangeiros - e foram imediatamente perdoados pelos seus crimes, estando portanto a partir de agora livres.
A questão que me apraz perguntar é a seguinte: mas estes gajos não infectaram 438 crianças com SIDA? Foi realizado um julgamento onde outros médicos e enfermeiras foram absolvidos menos estes, não quer isto dizer alguma coisa?
Até concordo em retirá-los das prisões Líbias que devem ter condições irreais, inimagináveis, mas perdoar este crime obsceno? Infectar crianças com SIDA? Sairem livres que nem uns passarinhos quando 56 destas crianças já morreram? 438 crianças! Não são 3 ou 4, são 438! Recebidos que nem heróis na Bulgária?!
Mas ... tá tudo louco, ou sou só eu?

8 Comments:

Blogger MIN said...

Inacreditável! Por mim tinham ficado na Líbia presos!

17:32  
Anonymous Anónimo said...

é dúbio...confesso que nao sei bem o que dizer pq nao estou dentro do caso, mas parece-me que 438 é um bocado demais!

PS, este blog agora é uma amostra das minhas musicas preferidas...é que até fico constragida..

bjs cat

22:52  
Anonymous Anónimo said...

You ve got to be kidding me...
38 special?second chance?
andas com um listazinha atras?
mas olha que tens acertado em todas...
olha, bons tempos.Era bom poder voltar atras.

bj

C.

14:26  
Blogger G! said...

eheheh

16:05  
Blogger Bee said...

Não estou muito informada sobre o sucedido, mas à partida a história e o seu desfecho é, no mínimo, de bradar aos céus...Mas o que é que se passa com a nossa sociedade? Defensora acérrima da defesa dos direitos humanos, neste caso concreto os prevaricadores deveriam ter sido deixados na pior prisão que encontrassem...

19:18  
Anonymous Anónimo said...

Ola G!

Não me parece que seja bem assim

Jinhos grandes para ti.
sonia leonor

The saga of the nurses and doctors began in 1999 when the they were charged with intentionally infecting 400 children with HIV at the Benghazi Children's Hospital where they worked. The Libyan leader, Colonel Muammar el-Qaddafi, said there was a plot devised by the CIA or Mossad to destabilize the Libyan state. They were twice sentenced to death.

15:19  
Blogger G! said...

pois talvez não...mas isso também pode ser propaganda americana. onde está a verdade?

a única que existe é que foram 438 crianças infectadas e 56 já morreram

15:39  
Blogger A:Maze said...

pois G! parece que não é bem assim . estas enfermeiras e médico terão sido escolhidos para bodes expiatórios pelo Coronel que, na altura, ainda não tinha voltado a ser amigo do Ocidente. Já foi há uns anos mas, pelo que recordo, estes desgraçados serviram para ilibar o sistema médico líbio e as entidades às quais competia garantir que o sangue distribuido não estava contaminado. Como todos os regimes iluminados pelo todo poderoso e sábio lider, que, como se sabe não são afectados pelos vicios e doenças do ocidente corrupto, na Líbia não havia sida e ponto final! foram os estrangeiros que causaram toda a situação. As crianças nunca tiveram qualquer hipótese.

11:25  

Enviar um comentário

<< Home