24 maio 2007

Note to self (and to Carmona)

Não confundir o poder do amor com o amor ao poder.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

E o outro?
E o Amor pelo poder?





Pinochet

15:10  
Blogger G! said...

...mas isso é o amor ao poder. é a mesma coisa...

15:12  
Blogger purita said...

sempre que sai uma notícia relacionada com o teu amigo lembro-me de ti!
a precaridade da internet tem-me mantido ausente dos comentários mas tenho acompanhado a novela lisboeta!

20:40  

Enviar um comentário

<< Home