09 julho 2010

Slow motion

Às vezes parece que outrora tudo era mais lento, mais leve, talvez somente mais simples e único. Os próprios sons que nos rodeiam, os ritmos da vida, os compassos da nova era são mais acelerados, menos definidos, semelhantes a tantos outros.

No tempo dos slows, em que o tempo passava, só Deus sabe porquê, mais devagar, os momentos agarravam-se por entre os murmúrios dos braços que se cruzavam na penumbra. Cada instante era único, cada suspiro era o último e cada beijo era uma novidade.

Já não há slows.

Já não há almas apaixonadas que se abraçam no escuro ao som de músicas lamechas e doces. Jão não se sentem os corpos colados um ao outro, separados somente pelo rubor da adolescência. Já não há os beijos ternos quando o som se esbatia lentamente.

Slow motion, é como tudo deveria ser

7 Comments:

Blogger Ysse said...

Estás com ataque de nostalgia :)
Com a idade o tempo passa cada vez mais depressa.

01:54  
Blogger G! said...

Nada..estava a pensar nisso só. Não tenho recordações especiais deste tempo, estava sobretudo a comparar estilos de música.

Pois, o tempo...

09:31  
Blogger Bluedog said...

"IN ILLO TEMPORE"....as missas de Domingo ( mais para ver a saída das meninas do que por fervor religioso ) eram ao meio dia, o almoço da galinha corada no forno ( bicha do campo naturalmente, que ainda não havia das outras...)era às 13h, o futebol de Inverno às 15h e no Verão às 16h, o Diário Popular saía pelas 18h/19h com os resultados e a síntese de todos os jogos do campeonato e era disputado frenéticamente por dezenas de pessoas, as roliças criadas permitiam maliciosas um leve apalpão no rabo...Dinosssauros ? Onde ?

17:26  
Blogger Ysse said...

Não me lembro desse tempo sequer deve ter sido periodo "tenebroso" na minha vida :).

Bluedog retrocedeu aos Dinos ... mas galináceos e missas depois justifica que era para ver as meninas... heheh

22:50  
Blogger Ysse said...

Ainda não arranjaram 1 like na blogoesfera para eu por na música do pacotinho :S , sempre gostei do video ...

23:52  
Blogger Bluedog said...

...e depois veio o tempo das cerejas, como diria o Jean Ferrat, o "flower power", o Maio 68, a festa da liberdade que foi o 25 de Abril,a União Europeia,a mãe de todas as crises em que os pobres pagam as dívidas contraídas para salvar os ricos...claro que com um Vietname indigesto, mas enfim, era lá longe e não afectou o conforto dos europeus, a nossa lusitana guerra de 13 anos em África ( essa sim, já nos doeu ), o Iraque I e o Iraque II, agora o Afeganistão...ah, já me esquecia, alguns genocídios em África, coisa pouca, nos últimos 5 anos foram morta cerca de 5 milhões de pessoas na República Democrática do Congo ( o adjectivo é bem curioso ), sem eles não tínhamos o minério para o nosso conforto celular...QUICK MOTION !

14:48  
Blogger Ysse said...

Um resumo ... :)

01:16  

Enviar um comentário

<< Home