29 junho 2005

Now you will learn about loss

As relações que a certo momento brilham e perspectivam um futuro duradouro podem virar turbulentas e aziagas. Tudo se altera quase de um instante para o outro, ou pelo menos assim parece, e o amor que unia dois seres torna-se numa indiferença latente ou num recôndito ódio. Sempre tive para mim que os portugueses se lançam demasiado rapidamente em relações profundas, em casamentos fortuitos e na génese da geração que se nos segue.

O grande problema para mim, são as separações ou divórcios que metem filhos pelo meio. Sei por experiência de amigos meus, que quando a separação se avizinha, tudo fazem para defender interesses próprios, beliscando amiúde o próprio bem-estar dos filhos. Se os amores foram fortes e súbitos, os ódios são viscerais e ilimitados. Às tantas as duas pessoas interrogam-se mesmo como é que alguma vez amaram aquele ser, prometeram-lhe juras de amor eterno, partilharam momentos de paixão, riram-se juntos e pensaram talvez “é o amor da minha vida”. Como?

Quando o tribunal se apodera do caso, esta união, esta pequena família, não representa mais do que um dossier na pilha da esquerda, num amontoado de dor que cresce dia após dia. O pó instala-se nas páginas acastanhadas da mesma forma que se apodera pouco a pouco da relação. No meio disto, o juiz nem sempre decide correctamente, nem sempre sabe sequer como decidir, por ele talvez até deixasse o filho com o Pai, mas ele trabalha demasiado e não tem tempo para ele, talvez o deixasse com a Mãe, mas ela está mentalmente instável e afecta a apregoada estabilidade da criança, talvez a guarda conjunta seja a solução mas o casal está em litígio pela posse do carro, da casa, do candeeiro que compraram em Paris e do tapete Marroquino, como será com o filho? Por vezes o ponto da discórdia nem sequer é a guarda, é o valor da pensão e entre a súbita pobreza do Pai e as exigências excessivas da Mãe, ou vice-versa, o juiz tem que trilhar o árduo caminho da justiça injusta.

As Mães em Portugal acabam sempre por ter noventa por cento de hipóteses de ficar com a criança, mesmo que o Pai até lhe proporcione mais segurança e conforto. Não consigo sequer imaginar-me a querer estar com um filho e não poder. A querer partilhar os sorrisos de fim de noite e não poder. Dar-lhe o derradeiro e reconfortante beijinho sem o qual ele não adormece e somente encontrar uma almofada deserta com a brisa do seu perfume.
No meio de isto tudo existe um ser puro e inocente que pensa unicamente porque é que o Pai foi viajar durante tanto tempo e porque é que a Mãe chora à noite.

30 Comments:

Blogger MIN said...

um beijo

12:29  
Blogger G! said...

outro

12:32  
Blogger G! said...

Min, tive a reler o meu post e fiquei a pensar que talvez aches que é contra ti. antes pelo contrário. espero que não tenhas ficado com a ideia errada, sabes que não é isso que pretendo.

12:43  
Blogger Bufas said...

Bem ecrito. Felizmente é uma dor que apenas posso imaginar.
Abraços

13:08  
Blogger Catwoman said...

è uma realidade mundial...faz parte das atitudes de mau carácter humano, das quais falei no blog da min...percebes??
mto bem escrito, acho que também devias enverdar por estes caminhos de escrita.
bjs!

14:40  
Blogger G! said...

bufas, tb só posso imaginar, mas mesmo a imaginar dói.

Cat, sou multifacetado na escrita, obrigado ainda bem que gostaste.

16:15  
Blogger bublicious said...

Querido Primo,
Mto bonito e sem dúvida mto verdadeiro...quem melhor dos q passam por isso para sabê-lo. Por um lado tenho a sorte de não ter tido a necessidade de cair no casamento fortuito, e ter achado q o momento certo ainda não tinha chegado....este acto, q fui adiando ao longo destes 3 anos e meio, em mto me ajudou agora...apesar de nunca ir usufruir de forma negativa, a verdade é q esta decisão faz com q hoje e para sempre eu tenha o poder paternal da Tota, o q mto me facilita a vida. Nunca a proibirei nem limitarei o tempo q ela passa com o Pai, bem pelo contrário. Mas nada melhor q poder ir de férias qd quero sem papeis de autorização e demais formalidades....basta apenas um telefonema pq o respeito e a amizade, mm q mto debilitados, têm sempre de existir...afinal de contas, mais importante q eu, q ele ou q toda a mágoa q existe, é sem dúvida a Tota....e por ela vale tudo...

16:44  
Blogger G! said...

bublicious, minha querida, este texto também foi escrito a pensar na tua específica situação. vi ontem a tua querida querida querida filha e vi que por ela não passam os traços do que se passou entre vós, ainda bem. sabes que sempre que precisares de alguma coisa podes contar comigo ;-). por outro lado, ainda bem de facto que tu e o P! não casaram, mas dessa união nasceu um perfeito anjo. bjs minha querida

16:50  
Blogger Bluedog said...

Para o G! uma palavra breve para lhe dizer quanto já senti o que ele tão bem escreve e a amargura de não ter sabido preservar as crianças que eram as minhas da dôr em que ele aqui nos envolve.

Força, G!

18:31  
Blogger Bluedog said...

Hi G!

Can you just read my doggish style ? Be aware of the female crocodiles, usually they appreciate kind and gentle guys...

18:56  
Blogger G! said...

bluedog e caoazul?? dupla personalidade??? podem vir as crocodilas todas que só tenho olhos para uma. bjs

19:01  
Blogger maria l. duarte (secret) said...

Não há como não reconhecer a verdade em cada frase, em cada ideia que expressaste. Talvez todos os fins sejam dolorosos e incompreensíveis ou inesperados no início... Sem dúvida que um divórcio sobre uma criança terá efeitos severos, mas também eu não consigo imaginar a dor de um pai ou uma mãe que de repente passa a sê-lo aos fins de semana, com horas marcadas, sem rotinas, sem quotidianos, sem cumplicidades... com a espera do ser presente que tomará talvez não o seu lugar, mas pelo menos o seu papel. Beijo na alma

01:12  
Blogger Juleca said...

isto é tudo muito bonito mas o meu blog é que e giro. uns falam de desgraças, outros de "problemas interiores proprios"..outros de um tal de sick world, mas qué isto? ahahaha.

Sou filha de pais separados, felizmente não passei por nada disso..e não me sinto com maturidade ou experiencia suficiente para comentar o caso..so me resta dizer como filha de pais separados e de pai ausente ( @ irland ) que sou TRÈS FELIZ e a minha vida nao podia ser melhor*

01:14  
Blogger G! said...

juleca, sábias palavras. fico feliz, e sei, que esteja muito feliz, mesmo com Pais separados. Quando as coisas são bem feitas, pelos Pais, ou por um dos Pais, as crianças passam incólumes de tudo. Beijo grande.

10:58  
Blogger MIN said...

G! eu percebi bem o teu ponto de vita. Acho que muito do que escreveste é correcto, muito depende dos pais, a capacidade de encontrar um equilíbrio para os filhos. Dependo sobretudo do amor que se tem e da capacidade de demonstrar esse amor ao ser amado. Mesmo os filhos de pais separados podem ser muito felizes, até mais felizes do que se os pais estivessem juntos. Não posso exigir menos do que uns pais brilhantes, mesmo que separados, para a minha I.

11:03  
Blogger Cassiopeia said...

Querido G!,
Este 'post' traz-me à lembrança anos em que quase implorava a deus que fizesse com que os meus pais se divorciassem duma vez por todas. Tal desejo só me foi concedido passados 12 anos, i.e., após 34 anos de casamento falhado. Agora só pediria a deus que os reunisse novamente. Le temps se moquerá de nous toujours.

Tens toda a razão: é de facto lamentável que, em nome de orgulhos feridos e estúpidos ressentimentos se faça sofrer a única coisa boa que sobeja, o fruto que testemunha que um dia aquelas duas pessoas se amaram: o(s) filho(s).
Beijinho!

11:26  
Blogger Bluedog said...

Pois é Juleca, é magnífico poder ler uma opinião como a sua: forte, verdadeira e sincera. Claro que um divórcio pode ser "construído" com alguma serenidade e controlo da situação, sendo que os filhos podem precisamente ser o elemento "estabilizador" dessa desagregação, desde que reconhecidos como o elemento mais importante a proteger e os únicos inocentes da história. Penso aliás ter-se passado assim no meu caso pessoal, mas tenho a convicção que ninguém fica ileso e só o tempo ajuda a sarar as feridas. Fico feliz por si e por todos os que o conseguem, não só aqueles que são muito o passado e a memória que dele guardam, mas sobretudo os que estão agora a construir o futuro.

"Tout le long de ma vie
Face au soleil
J’ai essayé de regarder le rêve..."

12:01  
Blogger TareQ said...

Ài G! tocaste num dos meus medos!! Não que me esteja a pensar em me separar ;))) e também não estou a pensar ter filhos a curto prazo (não antes da nossa viagem “àquele sítio”) mas uma das coisas que me mete medo por todas as razões que invocaste, e outras mais, é sujeitar um filho meu a um divórcio! E eu como todos os casais não estou livre que isso aconteça, apenas me cabe a mim todos os dias trabalhar no sentido contrário.
Acredito que algumas crianças não sofram com a situação mas eu continuo a ter aquela visão antiquada de “família feliz”....

17:06  
Blogger amie said...

fui lendo o que por aqui se escreveu...concordo com algumas coisas, outras nem tanto!não se pode generalizar é evidente, mas aquilo que vejo muitas vezes é a discussão pelo tapete marroquino e os filhos deixados para segundo plano!Sinto que as pessoas andam de tal forma egoístas e preocupadas em ser feliz individualmente (como se não pudessemos ser felizes a darmo-nos aos filhos...) que deviam pensar duas vezes em ter filhos!Quem escreve é uma filha (não traumatizada, como a juleca)de pais divorciados que ainda não perdoa algumas coisas a um e a outro!nestas situações não há um que tenha mais razão que outro!
Uma coisa é certa, este texto está muito bem escrito G!:)

17:39  
Blogger G! said...

tareq, para mim também existe esse receio intríseco, mas acho que o receio é saudável, pois é sinal de que sabemos o que queremos e queremos o melhor para a nossa prole. A vida é feita de altos e baixos e se tivermos à espera que o medo desapareça mais vale esperar sentado, ou deitado.

Amie, obrigado pelo elogio literário. Eu tb sou filho de um casal de se desfez um do outro, mas não fiquei traumatizado por causa disso (há quem diga que sim, mas não o sinto). Penso que se as coisas forem bem feitas por duas pessoas adultas e maduras, os filhos podem sair ilesos desta coisa toda. Quanto a ressentimentos, o tempo acaba por diluir a mágoa.

18:02  
Blogger bublicious said...

Tareq, também eu acreditava e graças a deus continuo a acreditar na ‘’família feliz’’….e nunca me tinha passado pela cabeça sujeitar a minha filha a um divórcio…no entanto, e infelizmente ou felizmente, isso não depende só de eu fazer o meu melhor…talvez por acreditar na ‘’família feliz’’, o divórcio tenha demorado mais tempo do que o necessário a concretizar-se….uma coisa é certa, uma relação é feita de duas pessoas e não basta uma dar o seu melhor…..

10:42  
Blogger Patioba said...

Lindo!

11:40  
Blogger A_maze said...

What did YOU learn about loss?

05:14  
Blogger Catwoman said...

tareq, o conceito de familia feliz existe dentro de todos nós, e não há ninguem, a não ser loucos, que não queira o verdadeiro happy end, mas a verdade é que muitas situaçoes não dependem apenas de nós, mas sim, de outra parte e por vezes de inúmeros factores externos que podem arruinar completamente uma relação.
A vida dá tantas voltas...
Juleca, meu amor, foi bom ouvir as suas palavras, ainda bem que assim é, espero ter contribuido para tal.

18:50  
Blogger G! said...

A_Maze, eu realmente tenho a grande sorte de não ter conhecido uma dor como a do texto. Existem muitos tipos de dor e só consigo imaginar como é que elas serão. Se leres outros textos meus do passado neste blog, poderás verificar que o tema da perca e da dor acaba por ser recorrente. I really don't know many things about loss. No entanto não posso deixar de sentir coisas que me rodeiam.

10:59  
Blogger Papa-figos said...

Tb um dia acreditei na "familia feliz" e não era aquele prato do chinês... acho q é a maior mágoa da minha vida.

1 abr

17:47  
Blogger ninest123 said...

prada handbags, louboutin pas cher, nike roshe run, nike outlet, nike air max, louis vuitton, uggs on sale, christian louboutin outlet, sac longchamp, ugg boots, louboutin outlet, tiffany and co, replica watches, oakley sunglasses, replica watches, ralph lauren pas cher, longchamp pas cher, longchamp, oakley sunglasses, air jordan pas cher, louis vuitton, louboutin, kate spade outlet, nike air max, nike free, louis vuitton, polo ralph lauren outlet, cheap oakley sunglasses, ugg boots, ray ban sunglasses, air max, tiffany jewelry, louis vuitton outlet, ray ban sunglasses, tory burch outlet, michael kors, chanel handbags, gucci outlet, jordan shoes, longchamp outlet, burberry, prada outlet, louboutin shoes, nike free, louis vuitton outlet, ray ban sunglasses, oakley sunglasses, oakley sunglasses, longchamp outlet, polo ralph lauren outlet

03:08  
Blogger ninest123 said...

ugg boots, mulberry, north face, hogan, sac guess, michael kors outlet, ugg boots, burberry, vans pas cher, true religion jeans, michael kors outlet, coach purses, air force, true religion jeans, lululemon, michael kors, michael kors, nike blazer, timberland, michael kors, coach outlet, nike air max, replica handbags, nike roshe, hollister pas cher, michael kors, nike air max, michael kors outlet, lacoste pas cher, michael kors outlet, new balance pas cher, true religion jeans, michael kors outlet, hollister, coach outlet, nike free run uk, ralph lauren uk, vanessa bruno, ray ban pas cher, tn pas cher, oakley pas cher, north face, nike air max, ray ban uk, burberry outlet online, kate spade handbags, converse pas cher, true religion outlet, hermes, abercrombie and fitch

03:14  
Blogger ninest123 said...

converse outlet, asics running shoes, louboutin, north face outlet, celine handbags, nike huarache, jimmy choo shoes, hollister, valentino shoes, mcm handbags, instyler, ralph lauren, longchamp, hollister, chi flat iron, soccer jerseys, timberland boots, gucci, bottega veneta, insanity workout, lululemon, north face outlet, mont blanc, reebok shoes, abercrombie and fitch, iphone cases, mac cosmetics, birkin bag, hollister, p90x workout, lancel, ferragamo shoes, nike air max, babyliss, vans, ghd, new balance, herve leger, vans shoes, soccer shoes, nike roshe, oakley, ray ban, wedding dresses, nfl jerseys, baseball bats, converse, nike air max, beats by dre, nike trainers

03:14  
Blogger ninest123 said...

swarovski crystal, juicy couture outlet, juicy couture outlet, pandora jewelry, canada goose, louis vuitton, hollister, canada goose, louis vuitton, louis vuitton, ugg pas cher, canada goose outlet, toms shoes, wedding dresses, pandora jewelry, bottes ugg, moncler, swarovski, montre pas cher, moncler, canada goose outlet, pandora charms, moncler, moncler, moncler outlet, links of london, ugg,ugg australia,ugg italia, canada goose uk, ugg boots uk, canada goose, moncler, canada goose, marc jacobs, ugg,uggs,uggs canada, supra shoes, doudoune canada goose, replica watches, louis vuitton, thomas sabo, moncler, pandora charms, karen millen, moncler, sac louis vuitton pas cher, coach outlet

03:22  

Enviar um comentário

<< Home